segunda-feira, dezembro 12, 2005

...e o Pai Natal?! Alguém sabe do Pai Natal?!


O camarada Jerónimo de Sousa disse hoje que vetaria qualquer proposta de legalização da prostituíção que o parlamento tentasse viabilizar...
Tou Pasmo!
Então que faremos nós às camaradas trabalhadoras do sexo?!
Cadeia com elas?
Ou então, como alternativa... uma venda nos olhos da polícia?
E os clientes?! Meu Deus que faremos nós com os frequentadores dos favores das prostitutas?
Metemos na cadeia uma grande parte dos homens de meia idade deste país?
E os jovens?... Que faremos nós aos jovens frequentadores dos bordeis?
Sugiro desde já ao camarada Jerónimo um daqueles belos momentos de auto-crítica no partido, tipo: quem explorou as camaradas prostitutas que suba ao patíbulo e aguarde pelo castigo. (que deve ser ter que gramar com Jerónimo a presidente).
Claro está que o camarada Jerónimo só vetaria se fosse eleito presidente da república, hipótese que me parece francamente remota.
Esta campanha tem alguns momentos dignos de nota. Esta revelação do camarada Jerónimo é uma pérola. Pela primeira vez, o partido opõe-se a um conjunto expressivo de trabalhadores.
Com efeito, não podemos esquecer que estamos a falar da mais velha profissão do mundo.
Uma profissão em que, como em muitas outras, se vende o corpo. Mas que em Portugal não é legal e, portanto, não dá direito a segurança social nem implica o dever de pagar impostos.
Somos um país estranho... de falsos moralismos. Com leis fantásticas que ninguém cumpre.
Gostaria de perguntar ao camarada Jerónimo se conhece algum país que tenha acabado com a prostituíção por decreto.
Se ele gosta de ver na rua, à volta da fogueira, as meninas (??!!) gordas, velhas, feias do contentamento do nosso Portugal profundo.
Provavelmente, por termos uma lei que proibe a prostituíção, o camarada Jerónimo acredita que são caminhantes para Fátima a retemperar energias.
É isto que me entristece no camarada Jerónimo: às vezes parece que vive num filme italiano do pós-fascismo... mas numa cópia VHS em muito mal estado.
Lembro ao partido comunista que a prostituíção é efectivamente um flagelo social que é transversal a todos os regimes políticos, a todo o tipo de sociedades ditas mais avançadas, que toca em gentes dos mais variados credos.
Esteve presente nas mais antigas civilizações do mundo, na idade média, na era moderna, nos capitalismos de estado do leste europeu, na china de Mao e, naturalmente, na decrépita sociedade Americana.
E na nossa sociedade Europeia... só não vê quem não quer!
Ainda bem que o camarada Jerónimo de Sousa se encarregou de nos lembrar que a prostituíção é proíbida em Portugal. Se não fosse ele qualquer dia tínhamos meninas a vender o corpo na beira da estrada, em hoteis de luxo e espeluncas de frequência duvidosa. Teríamos bares com prostitutas a prometerem sexo por duas de treta e anúncios no jornal a prometer o céu na terra...
Já agora, camarada Jerónimo: O Pai Natal não existe!

11 comentários:

GreenSky disse...

Eu só acho chato a legalização da prostituição porque posso ir parar ao desemprego... depois aparece um empresário do sexo no centro de emprego, eu já recusei uma vez e pimba, lá estou a trabalhar no arame.

Boa semana

Sulista disse...

Ainda estou incrédula...realmente foi de uma indelicadeza (para com quem anda nessa vida desgraçada) e de uma falta de lucidez inacreditável.

...Lamento que tenha partido deste candidato/partido tal ideia absurda de Veto.

Como dizes, é continuar a tapar o sol com a peneira ou esconder a cabeça debaixo da orelha.

Sulista disse...

areia...e não, orelha.

JL disse...

Dois candidatos que acreditam no Pai Natal, Amigo.
A juntar a este está, também, o Louçã que diz que depois de ganhar as eleições vai acabar com a prostituição na Madeira... Perdão, com a governação de João Jardim, queria eu dizer!

Mas se acabarem com a prostituição vão auto extinguir-se os camaradas: é que me saíram umas belas meretrizes...

vatamico disse...

Algo vai mal no Reino do Jerónimo! Aliás, outro Jerónimo dos Western Americanos que por coincidência também era vermelho, consta que também não se saiu nada bem. Mas esta questão da prostituição é só o inicio de inumeras surpresas que esta campanha nos reserva. No fim, todos vamos ficar a saber que afinal Jerónimo é um defensor acérrimo das privatizações,acha que o aborto é um castigo divino para as mulheres que se portam mal e que a classe operária deve abdicar de lutar pelos seus direitos porque os empresários não podem ser massacrados eternamente!Depois vamos saber para nosso espanto que o Cavaco tem dúvidas(imaginem!)e que propõe anexar o "Capital" á Constituição não necessáriamente no sitio da errata| Por outro lado preparem-se para que Soares apresente a Leopoldina como mandatária Nacional da candidatura para a 3ª idade. Depois vai aparecer com uma boina preta com simbolos militares junto do soldado desconhecido com um ex-combatente bem conhecido e para grande espanto nosso vai proibir a Maria Barroso de dizer um poema! Depois vamos têr alguém que vai negar 3 vezes que alguma vez tenha sido militante do PS! E vai gritar bem alto que " a mim todos me calam!" . Vamos saber ainda que o poema que está neste momento a escrever começa por "morra o Sócrates , morra , Pim". E quanto ao nosso amigo Louçã afinal está provado que pertence á opus dey e que em certos momentos do passado recente da Assembleia da Républica juntava-se com Mota Amaral no se gabinete para sessões de auto-flagelação para expiar os pecados! Resta o Garcia Pereira que não nos vai surpreender porque não o deixam! Um abraço muito grande de solidariedade a todas as prostitutas que hoje souberam que pouco ou nada podem esperar do futuro! Das duas uma, ou se juntaram a todos nós ou nós nos juntamos a elas e temos que nos fazer á vida !

Fornense disse...

o pai natal ouvi dizer q teve um acidente.. nem a caixa negra do treno encontramm..
esse gajo é doido.. se elas se viram a ele.. :)

vatamico disse...

Seus grandes calaceiros ! Então não actualizam esta coisa ? Hoje , regressei a Timor! Quando em 2001, em Timor, assisti a lutas de galos, algo que culturalmente faz parte da vida dos timorenses (uma espécie de desporto nacional)sem estar dependente de árbitros; pensei que era algo bárbaro, mesmo deprimente ! Hoje vi dois galos numa luta bem mais deprimente! È assim, quando menos esperamos somos obrigados a assistir a espéctaculos degradantes que só são possiveis neste país em que ninguém é nada nem nunca foi e que repudia quem disser o contrário mas que no entanto tem contas a ajustar com o passado recente e cuja digestão não lhe provocando espasmos, o tornam quase patético e poéticamente inconsequente!

Eduardo Leal disse...

Estamos a dar tempo para digerir a coisa...
E depois, sabes que também é preciso ter tempo para beber uns copos (até porque hoje a minha afilhada fez 23 anos - a filha do José Rocha) e, apesar de nos parecer que só passaram 10 minutos, são momentos bonitos.
Mas aguarda que vem fogo...

vero disse...

Olá boa tarde! Venho agradecer e retribuir a visita que fez ao meu blog!
Apareça sempre!

Beijinhos e boa semana ***

Anónimo disse...

What a great site Lesbo nurses tushy massage galleries ultracet warnings precautions pregnancy nursing ab Paris hilton desktop wallpapers Sparc cpu force Getting a business insurance in canada Danne skin care Importers of auto polish panasonic camcorder battery urinal pissing girls cisco manufacturer Black babe hardcore Suzuki gran vitara 4 cylquotes 12 coffee cup maker Buy zyban in saudi arabia Patents iv

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read » »