sábado, março 25, 2006

E eles é que são Xenófobos...


Por acaso conhecemos alguma Avenida dos Cabo-verdianos? Alguma Alameda dos Angolanos, dos Moçambicanos ou dos Guineeenses? Será que temos alguma Rua dos Brasileiros ou dos Indianos (mesmo que fosse dos Goeses)?
Temos, é bem certo, Avenidas do Brasil, Ruas de Goa, de Damão e de Diu. Temos ruas da Guiné, de Angola e Moçambique, de Timor e de Malaca...

Somos lestos a venerar as Nações e lentos a pensar nos povos.

Porque será?!

Em França, em plena Capital, encontrei esta Rua que me fez pensar nas grandezas e pequenezas do povo Francês.
Um Povo capaz de gestos de barbárie, é certo. Capaz de atitudes arrogantes e megalómanas, mas também um povo capaz de integrar diferenças.
Dir-me-ão que a capital, como cá, não é expressão da França toda. Não é!
Paris, como outras cidades do mundo, tem em si o melhor e o pior do seu país.
Falta-lhe a autenticidade dos agricultores conservadores do país profundo.
Falta-lhe a habilidade dos mafiosos da costa sul, a coragem e a tenacidade das margens Norte da República.

Mas tem, e isso sente-se no ar, um pouco de tudo o que a França foi, é e será ao longo da história das civilizações europeias.
E isso, gostemos mais ou menos de alguns pontos, faz parte de todos nós.

A grandeza maior... é que em Paris sente-se o mundo. Não nas embaixadas dos países mais ou menos poderosos, mas nos rostos de cada ser humano. Nas ruas, no metro e em cada edifício que visitamos.

E é bonito ver, que para além dos “boulevar’s” e das “Avenues” com os nomes de cada País do Mundo, podemos encontrar tributos a quem faz a história da humanidade... as pessoas de cada povo.

13 comentários:

JL disse...

Eduardo,
Não podia estar mais de acordo. Em Paris vê-se o mundo. Sobretudo o islâmico e Africano.
E se é verdade que os franceses são muito chauvinistas, não é menos verdade que nem sempre a sua educação civilizacional é respeitada pelos emigrantes. Boa semana

António Nunes disse...

A Portugalidade é imensa!

Zel disse...

Senão sabem o que fazer no próximo sábado dia 1, que dizem desta......

A ideia

Vejam que já são os "corajosos"

Os Inscritos


Também , há opiniões, que devem ser respeitadas


o Reforço

Eu que ando mortinho por conhecer.tanta gentinha...

Grande abraço....aparece

Belzebu disse...

Amigo Eduardo,

Como apreciador de BD devias saber que "estes gauleses são loucos" eeheheheh! Não é bem assim mas não faz mal! Para mim não serve como modelo. Prefiro este cantinho que apesar de ainda ter muito que aprender a acolher os imigrantes,não os acolhe enquanto deles necessita e os rejeita quando se tornam um peso!

Sulista disse...

Cerca de 700 mil pessoas participam no protesto
Paris: forte aparato policial acompanha manifestação contra Contrato de Primeiro EmpregoA França vive hoje um dia crucial na crise social detonada há oito semanas pela precipitação do primeiro-ministro, Dominique de Villepin, em impor uma reforma polémica do Código do Trabalho.
Greves e manifestações estão programadas em todo o país, tanto por organizações estudantis como por sindicatos de trabalhadores, em protesto contra o CPE (Contrato Primeiro Emprego), lei que permite o despedimento dos jovens com menos de 26 anos durante os primeiros 24 meses de trabalho numa empresa.

http://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1252165&idCanal=16

Abraços ao Eduardo e à CArmen ;-)

Rosario Marques disse...

Deve ter sido tãooooooo bom, lá numa terra tão longe, encontrar uma rua "nossa"....

Anónimo disse...

Gostei mesmo foi de ver aqueles "jovens" (pretos, afro-americanos, negros, manos, blackes...) a cascar em quem aparecia pela frente!
Jovens da extrema-direita, sem duvida!
É uma festa pá!

Parolo

Belzebu disse...

Ès parolo e basta!

Anónimo disse...

http://pt.novopress.info/?p=558

Parolo

Carmen disse...

Então ?!!!
Não se produz nada???
Tamos á espera...

Fornense disse...

Paris é grande e quando la estamos parece que sentimos o peso todo q ela envolve.. é uma bela cidade! gostei de ler
cumprimentos fornenses

{-Sutra-} disse...

Pronto, mas Paris é Paris... É o coração da Europa :P

Nós também não temos cá a Rua dos Franceses, pois não? :P (lol)

Mas esses não são em número significativo por cá, já os outros... hum...

Beijo doce e bom fim de semana

Sulista disse...

Atão???!

...amêndoas doces para o Eduardo e a Carmen :-)