segunda-feira, setembro 18, 2006

...Porque é deles o Reino dos Céus...


Quando falo dos profetas dos outros, dos seus deuses, da sua fé... faço-o com o respeito que entendo que as diferenças devem merecer para toda a Humanidade.

Porque não há apenas uma perspectiva. Porque a vista que temos de cada realidade o é tendo em linha de conta o nosso ponto de Observação.

Sobre o Islão, reconheço que sei muito pouco, para além de algumas trivialidades.
Admiro a devoção que têm pelo nosso Jesus Cristo e por sua Mãe, Maria, que afirmam ter concebido sem pecado.

São ciosos das suas convicções, podem até ser um pouco rudes na forma como olham os "infiéis"... mas... nos que conheci nunca vi qualquer intenção de esmagar as minhas convicções.

Os tempos são, por todo o mundo, de fundamentalismos exacerbados.
E por isso, em nome de Deus, fazem-se barbaridades.
Mata-se, violenta-se.

E, quando o mundo mais precisava de Homens de Visão, capazes de espalhar uma mensagem de esperança, de sã convivência, o mais alto dignatário de uma das mais ricas e poderosas religiões do mundo, risca um fósforo no paiol da intolerância e tira o tapete a todos os islâmicos que fazem fé na Boa Vontade dos Homens.

A imagem deste post, é a Imagem de Maomé, mas não podemos nunca esquecer que cada Homem que viveu neste mundo se escreve de mil formas.

Cristo, que deu o seu sangue para salvar a Humanidade... também tem outros rostos.
Em seu nome, outros ratzingers queimaram inocentes, destruiram culturas, bibliotecas e civilizações.

Que um Deus qualquer, nosso ou não, nos livre destes arautos da desgraça!

E... sobretudo... que torne mais estreito o buraco da agulha. Para que este camelo que escolheu chamar-se Bento XVI, mesmo sendo pobre de espírito, fique à Porta do reino dos Céus e desça depois às profundezas do Inferno!

12 comentários:

Sutra disse...

Confesso que ainda não ouvi as declarações do dito cujo. Ou melhor, as palavras que tanta polémica causam. Por isso, abstenho-me de comentar a sua última façanha.

;-)

Beijo doce

Carmen disse...

Já foram más as citações , mas pior foram as explicações. Não só não pediu desculpa como não consegui perceber porque carga de água foi desencantar a infeliz citação...
Espero que o Belzbu e o Mafarrico lhe estejam a aquecer o lugar!!!

Sulista disse...

tenho a impressão que nem o Belzebu e o Mafarrico o querem lá, no inferno ;-)

Bjs

Anónimo disse...

Parece-me precipitado este "post", ainda para mais quem esteve tanto tempo sem escrever aqui no tasco. Um pouco mais de moderação não fazia mal nenhum!
O homem pode não ter uma "imagem de papa" mas burro ou estúpido é coisa que não me parece ser (não é de certeza). Segundo aquilo que li, ele pretende explicar que a guerra ,(...racionalmente...) não pode ter nada a ver com a Religião. Poderíamos falar de muitas atrocidades cometidas por cristãos ao longo da história mas isso não justificaria a "mensagem primária" do Cristianismo = Amor. Ao contrário o Alcorão assim como o Velho Testamento (herança judaica) estão infestados de conceitos de guerra santa...
Não estou aqui a defender o Papa (quero lá saber!) mas que na actualidade, que é isso que mais nos importa agora, existe uma ameaça ao modus vivendi ocidental, protagonizada pela mesma ameaça do tempo do Imperador Bizantino é mais que evidente. Não ver esta realidade é falar pelos "tituloides" dor mer(d)ia sempre desejosos de criar nevoeiro e a gerar conflitos (maçonaria oblige).
Ao contrário do Papa, eu acho mais que evidente que tem que existir uma METFISICA DA GUERRA. Nenhum conceito de Justiça, e a Religião é ou deveria ser Justiça Divina na Terra plasmada (!), sobrevive se não tiver guerreiros, dispostos a por ela dar a vida.

Oscar (em fase de transição...não sexual)

Anónimo disse...

Agora continuando, depois do almoço, e concluindo, aquilo pelo qual o Papa está a ser atacado deveria ser precisamente por onde deveria ser defendido! Não por mim, como é obvio e foi explicado.

Oscar

Anónimo disse...

E já agora passem por aqui os olhos - http://www.casadesarto.blogspot.com/
Tive o prazer de conhecer pessoalmente o dono do tasco referenciado, embora não partilhe em muitos aspectos com a visão dele, numa coisa está certo, ou se é católico ou não se é. Meias tintas às quais estamos habituados só interessam, digamos, a pessoas como eu que estão a maribar-se para o papado, com a diferença que eu me preocupo com o avanço dos agachados de Alá!

Oscar

Eduardo Leal disse...

Este post não reflecte necessariamente, nenhum ódio especial pelo Papa.
É verdade que entendo que o mundo estava a precisar d'outro estilo, mas o problema não está no que foi dito. Está em quem o disse.
Até o presidente do Irão já veio deitar água na fervura. COmo quem diz que nem queria tanto.
O Maomé foi, de facto, um líder político. E naqueles tempos isso quereria dizer, muito provavelmente: Quem vai à guerra dá e leva.
Nos tempos que correm não compreendo o espírito das cruzadas... mesmo sabendo que os templários sempre tiveram um fraquinho pelo islão. Mas isso dava pano para mangas... e hoje não me apetece fazer camisas...

nunofigueiredo disse...

Ola amigo Eduardo Leal.

ainda dizem que os burros estão a acabar.

Burro 1:Bush pai

burro 2:Bush filho

burro 3:o bush presidente do irão

burro 4:o nosso bush

e outros bushes.

Agora camelos há poucos.

camelo 1: Aquiles decapitou a estatua do apolo qd chegou a troia

camelo 2: D. henrique o primeiro deles

camelo 3: petit pequeno capitão

camelo 4: o adolfo

camelo 5: o estaline

como vê há muitos burros e camelos.

Ora, o Bento de camelo não tem nada, de burro tambem não, mas muito inteligente não deve ser senão tinha mais cuidado com o que diz.

a supra categoria: burro camelado pó pouco inteligente e nabo comó catano:

o vizinho que estragou as portas das garagens lá do prédio e que fez muitos de nós chegar tarde.


abraços e tremoços!

biba o venfica!

al cardoso disse...

O que eu tenho visto ultimamente; comecou com os cartunes e continua agora com as declarecoes do Bento, e que os "nossos amigos" islamitas nao perdem nenhum motivo, para demonstrar que sao uns santinhos e que a religiao que professam so defende a nao violencia!!!
Tambem estas e outras razoes, tem servido para mostrar que a Europa e os europeistas convictos, para ser politicamente correctos tem que estar incondicionalmente ao lado os mussulmanos, realmente o petroleo e os negocios a ele ligados e que realmente controla as politicas e as opinioes.
Quando sera que a Europa vai ter coragem, de defender uma posicao sua e vai deixar de se baixar a esses "infieis" ou sera que eles e que sao os "fieis".

Menina_marota disse...

O meu Avô que Deus tenha, quando eu era menina, dizia-me sempre:
" - Menina que se preze, não discute futebol, nem religião..."

Pois é... eu não discuto, mas tenho saudades do anterior Papa, que querem, não gosto deste e, prontos!

Um abraço e bom fim de semana ;)

Su disse...

....Os tempos são, por todo o mundo, de fundamentalismos exacerbados.
E por isso, em nome de Deus, fazem-se barbaridades.Mata-se, violenta-se.....

infelizmente assim foi, é, e será


não gosto do fundamentalista do bento

jocas maradas

Anónimo disse...

Juramento de un Guerrero Checheno

Yo, el hijo de mis valientes ancestros, un
checheno, un guerrero y musulmán, ¡juro ante Allah por
mi abrasado y desolado país, juro por las tumbas de
miles de mis compatriotas asesinados injustamente, que
nunca olvidaré ni permitiré que mi posterioridad
olvide aquellas infamias que los rusos han hecho a mi
Hogar!

¡Juro vengarme no escatimando ni mis
esfuerzos, ni mi vida ni mi sangre, sobre aquellos que
son culpables de los pesares y los sufrimientos que mi
Nación ha experimentado!

Y si mi odio decrece, si mi alma pide reposo,
entonces, ¡que Allah el Todopoderoso abata su ira
sobre mi y mi posteridad, que sea entonces rechazado
por el desprecio de mis compañeros de armas, que me
convierta en un paria!

Si mi pueblo alguna vez olvida esta guerra,
repudiaré a mi pueblo; si mi pueblo perdona a Rusia la
sangre, la muerte y la destrucción del Hogar, entonces
¡que la condena de Allah acompañe a mi pueblo como una
sombra implacable!

¡Sangre por sangre!

¡Ojo por ojo!

¡Guerra por guerra!

¡Que Allah me ayude en mi camino!

Amin

(Et voilá)